Escolha uma Página

Você costuma consumir cúrcuma? ⬇ ⬇ ⬇⠀

Esses dias me deparei com alguns estudos que mostraram benefícios da cúrcuma com o foco no tratamento e prevenção de doenças neurodegenerativas (como Alzheimer, Parkinson e Esclerose Múltipla) e achei interessante compartilhar com vocês!⠀

A cúrcuma (ou açafrão-da-terra) pode ajudar na melhora da performance cognitiva, diminuindo a neuroinflamação e aumentando a secreção de BDNF (fator neurotrófico derivado do cérebro que está relacionada a processos de plasticidade cerebral como a memória e aprendizado). Seu efeito antioxidante combate os radicais livres, diminuindo as metais tóxicos no cérebro e protegendo a mitocôndria.⠀

A cúrcuma também age no cérebro com um efeito imunoestimulante, o que aumenta a fagocitose (destruição de células velhas ou com mau funcionamento), e ação anti-inflamatória (inibindo o NFK-beta, responsável por sinalizar para os genes aumentem a resposta inflamatória).⠀

Além disso, a cúrcuma ainda estimula a neuroplasticidade e combate formação de Placas Beta Amilóide (que estão relacionadas ao Alzheimer).⠀

Não é de hoje que a cúrcuma tem seus benefícios reconhecidos, já que há séculos é aplicada na medicina chinesa e ayurveda.⠀

Procure incluir esse ingrediente em suas receitas, dando preferência ao de origem orgânica. Há ainda a possibilidade de suplementar. Da mesma maneira que a glutamina, procure uma cúrcuma de boa qualidade preparada por meio de fermentação. Converse com seu nutricionista funcional. Grávidas devem evitar, pois pode causar contrações.⠀

Referências: Salehi, B; Calina, D; Docea, A.O; Koirala, N; Aryal, S; Lombardo, D; Pasqua, L; Taheri, Y; Marina Salgado Castillo, C.; Martorell, M.; Martins, N.; Iriti, M.; Suleria, H.A.R.; Sharifi-Rad, J. Curcumins’s Nanomedicine Formulations for Therapeutic Application in Neurological Diseases. J. Clin. Med. 2020, 9, 430.

Share This