Escolha uma Página

A utilização da naltrexona em baixas doses (low dose naltrexone, LDN, na língua inglesa) após mais de uma década de uso aqui no Brasil (liberada pela ANVISA) vem se apresentando como excelente auxiliar em inúmeras e complexas patologias que incluem as doenças autoimunes, o câncer e aos processos inflamatórios crônicos. ⠀

Tal diversidade de atuação deve-se ao seu efeito sobre o sistema opioide que basicamente controla fatores de crescimento e regula o sistema imunológico através de sua atuação sobre Th1. ⠀

Podem ser beneficiadas patologias como a Esclerose Múltipla, Fibromialgia, Doença de Crohn e a Síndrome da Dor Complexa Regional ou Algoneurodistrofia, entre muitas outras.⠀

Share This