Escolha uma Página

Tecnologia Assistiva (TA) é um termo ainda novo, utilizado para identificar todo o arsenal de recursos e serviços que contribuem para proporcionar ou ampliar habilidades funcionais de pessoas com deficiência e conseqüentemente promover vida independente e inclusão. Os auxiliares de mobilidade são um tipo de TA e neles se enquadram as bengalas, muletas, andadores, carrinhos, cadeiras de rodas manuais ou elétricas, scooters e qualquer outro veículo, equipamento ou estratégia utilizada na melhoria da mobilidade pessoal.

As muletas são ferramentas que servem para auxiliar um paciente a caminhar quando seus membros inferiores precisam de suporte adicional durante o deslocamento e ao mesmo tempo para quem pode usar os membros superiores para a locomoção, pois elas exigem um esforço maior dessa região do corpo.

Dependendo da necessidade e da maneira como são usadas, as muletas podem retirar a carga de ambos os membros inferiores ou de apenas um.

Existem dois tipos de muletas, as muletas axilares e as muletas de antebraço, também chamadas de canadenses.
– Muletas axilares:
São as mais comuns e permitem que o paciente ande sem apoio nos membros inferiores. Em geral, é um dispositivo mais difícil de ser usado, podendo gerar incômodo e cansaço nos braços e cotovelos. – Muletas de antebraço ou canadenses:
Essas muletas são manuseadas a partir do antebraço e seu apoio é nas mãos, o que a torna bem menos incômoda do que as axilares. São fáceis de usar e possuem “travas” para que não escapem do braço, deixando as mãos livres quando o paciente necessitar.

Foto: Chloe Bennett

Share This