Escolha uma Página

A Acupuntura é uma técnica milenar e faz parte da Medicina Tradicional Chinesa que trata varias patologias, desde os transtornos do humor, dor, prisão de ventre, enxaqueca, dentre outras. Nas últimas décadas, com sua popularização, houve grande preocupação e curiosidade por parte da comunidade científica quanto à comprovação de seus benefícios. Assim, vários estudos permitiram descobertas neurofisiológicas que permitiram algumas releituras da prática tradicional da Acupuntura, incorporando novos conceitos e confirmando ainda mais a sua eficácia.

Colocar uma agulha no ponto de dor, o Agulhamento a Seco, é algo descrito desde os primórdios da Acupuntura e da Medicina Tradicional Chinesa, mas pela popularização da chamada Síndrome Dolorosa Miofascial (dor muscular crônica), atualmente essa técnica ficou mais em evidência. É muito comum a Síndrome Dolorosa Miofacial estar associada a dores de origem óssea, inflamatória ou neurológica. Uma das formas mais eficazes de tratar essa condição dolorosa é com a técnica de Agulhamento a Seco.

O agulhamento seco (“Dry Needling”) é uma técnica na qual utilizamos as agulhas de acupuntura nos pontos-gatilho a fim de diminuir ou atenuar a dor e melhorar o movimento. Ou seja, a diferença está justamente porque no agulhamento seco o objetivo único é a inativação dos pontos dolorosos (“trigger points”) e interrupção do ciclo da dor e assim a agulha penetra mais profundamente, até a estrutura do músculo, diferente da acupuntura em que a agulha fica no tecido subcutâneo.

Importante lembrar que o agulhamento seco não está indicado para nenhuma outra patologia além da síndrome dolorosa miofascial, até o momento.

Foto: Jéssica Walsh

Share This